Olá :)

Meu nome é Samuel Profeta. Pode parecer engraçado, mas o sobrenome não é apelido nem ‘nome artístico’. Pra facilitar, pode me chamar de Sam. Da minha mãe puxei a criatividade, o otimismo e os cachos. Do meu pai, o idealismo e a barba. Adoro colocar as coisas em grids imaginários. Acho que a vida seria mais divertida se fosse um musical. Quero conhecer o Japão. Só não como mamão e beterraba. Não sei viver sem listas. Sempre escolho amarelo. Não gosto de lençol mal esticado. Queria ser amigo do Willy Wonka. Já fui viciado em Coca-Cola. Hoje meus vícios são protetor labial e criar playlists no Spotify. Não sei assobiar. Acho que o inventor da coxinha é um gênio. Capas de discos me fascinam. Valorizo quem tem repertório. Não tenho medo de usar cores. Adoro conhecer a melhor hamburgueria da cidade da última semana. Posso passar horas conversando sobre divas. Sobre questões de gênero também. Acredito em ETs. Dizem que meu abraço é bom. Tenho certeza que as melhores músicas foram feitas nos anos 70 e 80. Gosto de dias frios com sol. Já fui modelo de mão. Se a minha vida fosse um filme, seria dirigido pelo Wes Anderson. Gosto de sarcasmo. Ainda tenho muitas tatuagens pra fazer. Quando era criança, achava que o ícone do Carrefour era uma âncora. Falando nisso, tenho certeza que sereias existem.

Nasci em 1983, em Belo Horizonte, e em 2006 me formei em Design Gráfico pela Escola de Design (UEMG). Sou pós-graduado em Gestão do Design pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Atuando profissionalmente desde 2005, já desenvolvi projetos para empresas como Avon, Bayer, Bauducco, BRF, Colgate-Palmolive, FIAT, Garoto, General Eletric, General Mills, Grupo O Boticário, Hypermarcas, Itambé, Medley, Merck, Mondelez, Nestlé, PepsiCo, Polenghi Tetra Pak, Unilever, entre outras. Meu currículo completo se encontra aqui.

Acredito que o design gráfico exista para deixar a vida das pessoas melhor e mais interessante. Melhor, no sentido de trazer mais clareza, mais objetividade e mais significado à todo tipo de informação visual. E interessante já que que pode provocar encantamento, despertar emoções e captar o olhar por meio de uma cor, uma forma ou uma letra.

Um filme antigo, uma fotografia, um brinquedo colorido do sobrinho, o desenho das grades de um portão, a maquiagem de uma drag queen, uma conversa informal de duas tias, a cor do sorvete de menta, a padronagem do papel de presente, um pedaço de embalagem encontrada na rua - tudo inspira, soma e contribui. Basta os olhos bem abertos.

Obrigado!

___________________________________________________________________________________

Hello :)

My name is Samuel Profeta (Prophet). It may seem funny, but my last name is not a nickname or a stage name. To simplify, you can call me Sam. From my mother, I got the creativity, the optimism and the curls. From my father, the idealism and the beard. I love to put things into imaginary grids. I think that life would be much funnier if it were a musical. Want to visit Japan. The only two things I don't eat are papaya and beets. Can’t live without lists. I Always pick yellow. I don’t like the bed sheet badly stretched. I wanted to be friends with Willy Wonka. I used to be addicted to Coca-Cola. Now my addictions are lip balm and creating playlists on Spotify. I can’t whistle. I think that the inventor of “coxinha” is a genius. Album covers fascinate me. I appreciate those who have repertory. I’m not afraid of using colors. Love to meet last week’s best burgers in town. I can spend hours talking about divas. About gender issues too. I believe in ETs. They say that my hug is good. I am convinced that the best songs were made in the 70s and 80s. I like sunny cold days. I was a hand model once. If my life were a movie, it would be directed by Wes Anderson. I appreciate sarcasm. I still have a lot of tattoos that I want to get. As a child, I thought that the Carrefour icon was an anchor. Speaking of which, I’m pretty sure mermaids exist.

I was born in 1983, in Belo Horizonte, and undergraduate in Graphic Design at Escola de Design (UEMG) in 2006. I am graduated in Design Management at Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Professionally acting since 2005, I’ve developed projects for clients such as Avon, Bayer, Bauducco, BRF, Colgate-Palmolive, FIAT, Garoto, General Electric, General Mills, Grupo O Boticário, Hypermarcas, Itambé, Medley, Merck, Mondelez, Nestlé, PepsiCo, Polenghi Tetra Pak, Unilever, among others. My complete resume can be found here.

I believe that graphic design exists to make people’s life better or more interesting. Better, in order to bring more clarity, more objectivity and more meaning to all kinds of visual information. And interesting since it can cause enchantment, awake feelings and catch someone’s eye through a color, a shape or a type.

An old movie, a photograph, an nephew’s colorful toy, the design in a gate grill, a drag queen make up, an informal aunts conversation, the mint ice cream color, the wrapping paper pattern, a piece of packaging found in the street - all inspire, adds and contributes. Just keep the eyes wide open.

Thanks!

Photos by Fred Othero
Back to Top